Mercado "PET" tem crescimento significativo


Enquanto a maioria dos setores econômicos tem amargado perdas com a pandemia, 2020 foi mais um ano de ganhos para o mercado pet no país: o crescimento estimado é de 13,5% em relação a 2019, com faturamento acima dos R$ 40 bilhões. A projeção é do Instituto Pet Brasil, com base nos números até o terceiro trimestre do ano.

Com quase 142 milhões de animais de estimação, a participação global do Brasil no consumo de produtos pet vem crescendo e o país é hoje o terceiro no ranking de faturamento, à frente do Reino Unido e atrás apenas dos Estados Unidos e da China. A expectativa é que, até o 2025, o mercado brasileiro tenha uma expansão de 42,7%

Cesar Luchetti, CEO da Franquia Petland Murchid, conta que apesar da pandemia, 2020 foi um ano muito bom para os negócios. “Tivemos meses em que o faturamento aumentou 40% em relação à 2019”. A empresa oferece alimentação, produtos e serviços, tendo veterinário disponível para atendimento.

Fabio Aydar, diretor do Clube 04, avalia 2020 como um ano de fortalecimento do setor. “Mesmo com as pessoas em casa, demos total respaldo, tirando dúvidas e ajudando com questões do dia a dia. Isso fez com que aproximássemos e fidelizássemos esses clientes”.

Ambos empresários acreditam que daqui para frente o “mercado pet” tende a crescer ainda mais e de forma rápida. “Muitos casais estão preferindo adotar um pet e hoje o animalzinho é como se fosse “um filho”, pontua Luchetti.