Sua criança interior é um presente

Por Raphaela Bordino - Facilitadora de Consciência



O relacionamento que tivemos em nossa infância com nossos pais modela cada relacionamento que temos quando adultos. Na infância é preciso aprendermos a nos expressar. E para isso torna-se importante ter uma figura adulta que funciona com um “guia”. Muitas vezes queremos agradar nossos pais, de forma a nos tornar o que eles esperam que sejamos.

Quando adultos replicamos comportamentos e revivemos sentimentos e emoções que durante a infância não foram acolhidos. Como por exemplo: traumas, abusos, medos, falta de amor e carinho, fragilidades, imediatismo e birras que se transformam na vida adulta em dores, dependências emocionais, ciúmes, raiva e problemas psicológicos variados. Com isso, acabasse criando adultos com comportamentos imaturos, possessivos, carentes e birrentos quando deixam dominar-se por esta criança interior ferida, permitindo que ela tome as rédeas e decisões da sua vida atual. Em outras palavras, a criança interior é aquela que se manifesta em nós e cujas experiências ainda não “foram embora”.

Todavia é necessário que “esta criança” seja acolhida no seu íntimo, independentemente dos traumas vividos, podemos criar um espaço de leveza, autenticidade e diversão. Um espaço onde podemos lembrar o quanto a leveza de uma criança, nos permite voltar a sonhar e ser feliz, sem julgamentos ou sentimentos e emoções que limitam você a ser, quem realmente é.

Devemos validar a nossa criança interior, dar ouvidos e olhar para ela com muito amor.

Você estaria disposto a acolher esta criança e criar mais possibilidades?? Como seria dar a ela o amor que um dia te negaram? Como seria tira-la do castigo? Como seria permitir-lhe sorrir, chorar, brincar e sonhar?

Reconecte-se com a sua criança e permita a diversão na sua vida. Seja o adulto que faz as escolhas verdadeiras com a leveza da criança que você foi um dia.