Prevenir é melhor que remediar!


A médica reumatologista, Glauce Rejane Leonardi Bertazzi, fala dos “pilares” para uma vida saudável na terceira idade. Professora na FAMERP por 27 anos, ela explica a importância da prevenção de doenças em todas as idades. Em entrevista para a Revista Nova Versão, ela contou que cuidava de pacientes portadores de doenças autoimunes graves. Acompanhar suas histórias a levou a abrir uma escola de saúde, onde está iniciando o “Projeto Criando Saúde”, voltado para a prevenção de doenças em geral, com um olhar atento aos pacientes da terceira idade.


Quais são as doenças que mais afetam os idosos?

No que diz respeito à reumatologia, as doenças que mais afetam a terceira idade são osteoartrite, antigamente chamada de osteoartrose, a osteoporose e a sarcopenia. Essas três doenças são bastante limitantes e podem se manifestar em vários graus, piorando a qualidade de vida das pessoas.


É possível se prevenir?

Sim. O ideal é que essa prevenção comece na juventude e se estenda por toda a vida, com uma alimentação saudável, exercícios físicos e cuidados com a mente. Esses cuidados, ao longo da vida, auxiliarão os pacientes da terceira idade a melhorarem sua qualidade de vida. Geralmente, eles apresentam dores, limitações de movimentos e dificuldades de locomoção. A osteoartrite é uma doença das cartilagens, que evolui com inflamação e acaba acometendo os ossos, formando o que é conhecido popularmente como bico de papagaio.


Como melhorar a qualidade de vida?

Além de uma alimentação saudável, rica em verduras, legumes e proteínas, é indicado que as pessoas na terceira idade procurem atividades físicas que ajudem a melhorar todo o funcionamento do corpo, como a musculação. Estudos comprovam que a atividade física melhora, significativamente, a qualidade de vida do idoso. Na terceira idade, deve dar atenção também à ingestão de cálcio, magnésio e vitamina D, entre outras vitaminas importantes para o organismo. Estes são os pilares para melhorar qualidade de vida: o alimento, o movimento e o pensamento.


Em que idade pode-se começar com esses cuidados?

Os cuidados com a saúde devem começar mesmo antes da concepção. Quando a mulher pensa em ter um filho, se ela tem uma alimentação saudável, atividade física e cuidados com a saúde psíquica, ela transfere para o filho, genes com uma “expressão” mais favorável. Mas, em qualquer idade que começar, a pessoa terá ganhos na qualidade de vida.


E para pessoas que começaram a se cuidar tardiamente?

Pequenas mudanças fazem grandes diferenças. Pacientes com artrose apresentam muitas dores e geralmente estão totalmente sedentários. Nesses casos, orientamos atividade física adequada, alimentação saudável, perda de peso e uso de suplementos, se necessário, e os resultados logo aparecem. Quando você junta os três pilares: alimentos, movimento e pensamento, aliado aos medicamentos corretos, a resposta é sempre favorável.


Glauce Rejane Leonardi Bertazzi

Reumatologista - CRM 66571-1SP/RQE 56572