top of page

Diabetes e Pré-Diabetes:

Prevenção e controle através da alimentação saudável


Diabetes é uma doença em que o corpo não produz insulina suficiente ou não a utiliza adequadamente, resultando em níveis elevados de glicose (açúcar) no sangue. Existem dois tipos principais: Diabetes Tipo 1 (DM1) e Tipo 2(DM2), sendo o Tipo 2 o mais comum.


Já a pré-diabetes é uma condição em que os níveis de glicose no sangue são mais altos que o normal, mas ainda não são altos o suficiente para serem diagnosticados como DM2. É um estado de alerta que indica um risco aumentado de desenvolver diabetes tipo 2.


Diversos fatores aumentam o risco de desenvolver DM2, incluindo idade, sobrepeso e obesidade, gordura abdominal, sedentarismo, dieta rica em açúcares e gorduras, pressão alta, colesterol elevado, histórico familiar de diabetes e histórico de diabetes gestacional em mulheres.


A alimentação saudável é fundamental na prevenção e tratamento da doença, pois ajuda a manter níveis adequados de glicose no sangue, auxilia no controle do peso, melhora a saúde geral e reduz os riscos de complicações para aqueles já diagnosticados com a doença. Bons hábitos alimentares diminuem as chances de desenvolver a diabetes e aumentam o sucesso do tratamento.


Recomenda-se uma dieta rica em:

- Vegetais: Especialmente crus e de folhas verdes.

- Frutas: Em quantidades moderadas, associadas a fontes de proteínas, fibras ou gorduras saudáveis.

- Grãos integrais: Como arroz integral, quinoa e aveia.

- Leguminosas: Feijões, lentilhas, grão-de-bico, ervilha e soja.

- Proteínas magras: Peixe, frango, tofu e carne vermelha magra em quantidades adequadas.

- Nozes e sementes: Amêndoas, chia, linhaça e semente de abóbora.

- Laticínios com baixo teor de gordura: Leite desnatado, iogurte natural, queijo minas frescal e coalhada.


Deve-se evitar alimentos como açúcares, doces em geral, bolos, refrigerantes, sucos adoçados, balas, biscoitos, chips, chocolate, sucos de fruta (mesmo naturais), bebidas alcoólicas, alimentos com alto teor de sódio, gorduras trans e saturadas, frituras, fast food e alimentos processados.


Carboidratos refinados, como pão branco, arroz branco e massas, não devem ser consumidos de forma isolada e devem ser controlados em frequência e quantidade. A educação nutricional prepara a pessoa com diabetes para ter mais autonomia e qualidade de vida, diminuindo as chances de complicações decorrentes de uma glicemia descompensada.


Para o controle da glicemia, alguns alimentos podem ajudar quando combinados com uma alimentação equilibrada. São eles:


- Aveia: Fonte de fibras, tanto o farelo de aveia quanto a aveia em flocos são excelentes opções.

- Leguminosas: Feijão, grão-de-bico e lentilha são ricos em fibras.

- Legumes e verduras: Devem ser parte constante da dieta.

- Amêndoas: Fornecem gorduras saudáveis e fibras.

- Fontes de proteínas: Ovos, peixes e frango são recomendados.

- Canela: Alguns estudos sugerem que, quando combinada com uma alimentação equilibrada, pode ajudar no controle dos níveis de glicose.


O diabetes é um fator de risco para o desenvolvimento de doenças cardíacas e renais. Controlar a glicemia e manter seus níveis estáveis é crucial para ter mais saúde e evitar complicações graves. Com um acompanhamento nutricional individualizado, o paciente entende sua condição e aprende a fazer as melhores escolhas e combinações em cada refeição, ganhando autonomia e podendo mudar seu destino. Um plano de tratamento que aborde as necessidades individuais, com suporte completo, aumenta a motivação e a adesão às mudanças propostas a longo prazo, contribuindo para melhor qualidade de vida, longevidade e tempo de qualidade ao lado da família e amigos.


Naiéle Targa - Nutricionista - CRN3 70799

Tratamento de doenças crônicas e obesidade

Lobão Medical Center

Av. Silvio Della Roveri, 1030 - Jardim Yolanda

Clínica Imagem Consultórios 

Av. José Munia, 7075 - Jardim Bosque das Vivendas 

São José do Rio Preto/SP

Contato: (17) 99716-0509

Instagram: @nutrinaiele


Comments


bottom of page